Dois Concertos, Dois Pianistas…

20180322_212745

Dia 22 de março, na Sala São Paulo, o pianista Nikolai Lugansky se apresentou junto à Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), sob regência de Marin Alsop. O concerto foi dedicado à obra de Beethoven. Na primeira metade, ouvimos a Abertura Leonora número 3, seguido do concerto para piano número 4. É um dos momentos mais líricos e delicados do mestre alemão. Lugansky tocou com muita leveza e segurança. Na segunda metade, a OSESP executou a terceira sinfonia. Obra que divide águas na carreira de Beethoven, muito por conta da extensão da seção conhecida por “desenvolvimento”, que ganha grande importância nessa obra. A OSESP esteve a altura do desafio, tocando com muita segurança. Alsop, normalmente comedida, estava entusiasmada ao reger.

20180324_204458

Dia 24, agora na Sala Cecília Meireles, a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) deu sequência ao Festival Mozart. Dessa vez o convidado foi Leonardo Hildorf. A primeira metade contou com a Abertura da Flauta Mágica e a seguir o concerto para piano número 15. Hilsdorf tocou com muita clareza e técnica, entregando uma interpretação muito inspirada. Como bis, tocou a Fantasia-Improviso de Chopin. Na segunda metade, a OSB apresentou a sinfonia número 41, a última composta por Mozart, na qual ele mostra completo domínio de sua arte. O último movimento é uma aula avançada de contraponto, com justaposição dos vários temas apresentados no decorrer deste movimento. Uma das peças mais impressionantes da música ocidental. Interessante notar que o ritmo tão marcante da 5ª sinfonia de Beethoven aparece no último movimento, como um dos motivos.

O regente Lee Mills está fazendo um ótimo trabalhado junto à OSB, nesta temporada de recuperação da Orquestra e Hilsdorf mostra mais uma vez sua qualidade, com uma maturidade musical já consolidada. Mais um grande nome do piano brasileiro no cenário mundial.

José Saliby

São Paulo, 28 de março de 2018

Advertisements
Posted in Concerto, Festival, Piano, Sala Cecilia Meireles, Sala São Paulo | Tagged , , , , | Leave a comment

Quatro Orquestras em Uma Semana

OSM1.Estreia195

O mês de março trouxe várias aberturas de temporadas, começando em dose dupla no dia 3. Às 16:30, o corpo do Theatro Municipal de São Paulo iniciou suas atividades em 2018 com uma impressionante apresentação da Sinfonia número 8 de Mahler, conhecida por “Sinfonia dos Mil”, por conta da quantidade de músicos demandados no palco, e fora dele. Algo por volta de trezentos músicos estavam presentes. Foi uma ótima oportunidade de se presenciar toda a força do Coro e Orquestra do Theatro, conduzidos por Minczuk. A Sinfonia (na verdade uma mistura de cantata com sinfonia) causou grande impacto por sua intensidade e profundidade musical. O corpo do Theatro se mostrou a altura do desafio.

No mesmo dia, às 21:00, a Orquestra Sinfônica da USP (OSUSP), também fez sua abertura de temporada, agora na Sala São Paulo. O concerto  teve como solista Eduardo Monteiro, no concerto para piano número 19 de Mozart. Interpretação entrosada de Eduardo com a Orquestra, que foi regida por Roberto Tibiriçá. Na segunda metade do concerto ouvimos a interpretação da terceira sinfonia de Brahms, obra prima da maturidade do compositor alemão.

No dia 8, agora em novo horário, 20:30, foi a vez da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) abrir sua temporada, com a sétima sinfonia de Mahler. Como sempre a OSESP entrega uma execução muito clara e de grande técnica. Para os fãs de Mahler é um evento a não se perder.

Fechando o ciclo de Orquestras, no dia 10, na Sala Cecília Meireles (SCM), a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) apresentou um programa dedicado a Mozart, executando a abertura da ópera Don Giovanni, seguido do Concerto para Flauta número 2 e fechando com a Sinfonia número 39. A OSB tocou com muito brilho e entusiasmo, contando com Tiago Meira solando na flauta, com muita beleza. Está apresentação é parte do Festival Mozart, uma série de sete concertos, em uma associação da SCM com a OSB.

Semana de excelentes apresentações de grandes orquestras brasileiras, com muitas obras de Mozart e Mahler. Ano de 2018 começando promissor.

José Saliby

19 de março de 2018

Posted in Concerto, Festival, Sala Cecilia Meireles, Sala São Paulo, Theatro Municipal de São Paulo | Tagged , , , , , | 1 Comment

Festival Mozart na Sala Cecília Meireles

18mar-g

No mês de março, a OSB, em parceria com a Sala Cecília Meireles, apresenta o Festival Mozart, uma série de concertos dedicados ao compositor austríaco.
Serão executadas várias sinfonias, concertos para piano e para flauta, aberturas de óperas, entre outras obras. Grandes nomes da música brasileira, tais como Cristian Budu e Linda Bustami, participam do festival.
Dentro dessa série a OSB retoma os concertos para juventude, aos domingos, 11 horas da manhã. Com caráter mais didático, é ideal para os pais que desejam introduzir a música clássica a seus filhos.

Os concertos acontecem aos finais de semana durante o mês de março e começam amanhã, dia 3 de março. Não percam!

José Saliby

São Paulo, 2 de março de 2018.

 

Posted in Concerto, Sala Cecilia Meireles | Tagged , | Leave a comment

I Encontro Nacional de Pianistas Amadores

20180120_180722

O I Encontro Nacional de Pianistas Amadores (ENAPAM) aconteceu no período de 1 a 5 de novembro, em Teresópolis. Fruto do entusiasmo de Anna Pijnappel que, buscando maior espaço para os pianistas adultos amadores, criou a Rede Nacional de Pianistas Amadores (RENAPAM).

O evento contou com a participação de Érika Ribeiro, Leonardo Hilsdorf, Luiz Leite e Eduardo Monteiro, em uma série de masterclasses, palestras e recitais.

A ideia do encontro foi criar uma ligação maior entre os pianistas adultos amadores, objetivo atingido ao se colocar todos sob o mesmo teto, em uma casa com vários ambientes para estudo e troca de ideias. Durante as manhãs e tardes, Érika e Leonardo revezaram, dando masterclasses aos participantes e à noite aconteciam os recitais.

Na noite do dia 2, o duo formado por Luis Leite e Érika Ribeiro tocou obras de autoria do próprio Luis Leite, muitas de seu novo CD “Vento Sul”, e de compositores latino-americanos. A combinação inusitada de piano e violão mostrou-se muito acertada.Vale a pena conhecer o CD “Vento Sul”.

No dia 3, fomos brindados com um recital dos 3 pianistas profissionais presentes, Érika, Leonardo e Eduardo Monteiro, que interpretaram obras de Villa-Lobos, Beethoven e Chopin. Oportunidade única de ouvir três pianistas de altíssima qualidade em uma mesma apresentação.

A participação de Leonardo Hilsdorf no ENAPAM ocorreu no hiato entre apresentação dele com a OSB na Sala Cecilia Meireles, na volta desta aos palcos em 2017, e em duo com Christian Budu, na Sala São Paulo. Hoje em dia Hillsdorf se apresenta principalmente nos principais palcos europeus e é aluno da pianista Maria João Pires.

O recital do dia 4 foi reservado para apresentação dos participantes do evento, que aproveitando os ensinamentos de Érika e Leonardo, levaram as obras que estavam estudando a um novo patamar.

Nesse dia, tive a oportunidade de fazer meu primeiro recital solo de uma hora, o que me fez apreciar ainda mais o trabalho dos músicos profissionais. Ao final do recital, que dividi em metades de 30 minutos, estava exausto e muito satisfeito com o resultado.

As masterclasses permitiram aos pianistas participantes do evento proximidade com Érika e Leonardo, ambos jovens pianistas com muita qualidade técnica e experiência. A cada ensinamento que passavam, era nítido a evolução no tocar de cada aluno. Em três dias, foi possível aprender muito sobre interpretação e técnica. Detalhes, que ao se prestar atenção, deixavam de ser detalhes, ganhando nova vida. Muito importante também foi a paciência e empolgação de Leonardo e Érika.

E tudo em um ambiente descontraído e cooperativo, com constante troca de ideias entre os participantes e os professores.

Parabéns a Anna, pela determinação em levar adiante a ideia de realizar esse evento. Proporcionou uma experiência singular e marcante aos participantes. Merece todo o reconhecimento.

Agradecimento também à Érika Ribeiro, que colaborou muito com o formato do evento.

Evento imperdível para quem ama a música e o piano. Que venha o Segundo ENAPAM. Não percam!

José Saliby

Ponte Área Rio-SP, 21 de dezembro de 2017.

Posted in Educação, Masterclass, Piano | Tagged , , | Leave a comment

Concerto de Encerramento da OSB em 2018

20171210_195819

A OSB encerrou sua temporada, domingo, dia 10 de dezembro de 2017, em um ótimo concerto com obras de Rossini, Elgar e Nepomuceno, na Sala Cecilia Meireles.

O ano começou conturbado para a OSB. Com poucos recursos, houve atraso de salários e consequente ausência da mesma no cenário musical carioca, no primeiro semestre do ano. No segundo semestre, a orquestra conseguiu se organizar e fez uma série de concertos na Sala Cecília Meireles.

A apresentação do dia 10 de dezembro, com Lee Mills na batuta, iniciou com a Abertura Guilherme Tell de Rossini. Obra de muitos contrastes e muito brilho. Contou com solo de David Chew ao Cello.  Fechando a primeira metade, a orquestra tocou Variações Enigma do inglês Elgar, obra que permite a orquestra mostrar muito de seu colorido e nuances.

Na parte final, ouvimos a Segunda Sinfonia de Alberto Nepomuceno, compositor brasileiro, que estudou na Europa. A peça mostra toda habilidade de Nepomuceno em utilizar os recursos da orquestra, deixando evidente as influências dos germânicos Brahms e Wagner, e por breves momentos, com pitadas de sua terra natal. De Brahms, Nepomuceno utiliza muito da estrutura, e de ambos utiliza muito das progressões harmônicas, com bastante liberdade cromática. Obra de compositor do alto romantismo.

A OSB e Mills, mostraram muita competência na execução das obras, com muito brilho, cuidado no fraseado e apresentando todo o colorido que as obras exigem. Ótima surpresa ver que o conjunto manteve ótima qualidade, mesmo após todos os percalços por quais passou.

O ano foi encerrado com chave de ouro pela OSB. Vamos torcer para que a administração da Orquestra consiga se manter organizada em 2018 e que os recursos continuem chegando para esse conjunto que tanto deu e dá para o cenário da música carioca e brasileira.

Para quem quiser participar mais ativamente da vida da OSB, a doação é uma ótima forma de fazê-lo. Basta entrar no site da OSB para saber como proceder.

José Saliby

Rio de Janeiro, 21 de dezembro de 2017.

Posted in Concerto, Sala Cecilia Meireles | Tagged , | Leave a comment

A Flauta Mágica no Theatro Municipal de São Paulo

20171219_193341

O Theatro Municipal de São Paulo apresentou A Flauta Mágica de Mozart, no encerramento de sua temporada de óperas de 2017. Obra da maturidade do compositor austríaco, escrita do alto de seus 35 anos e estreada dois meses antes do seu falecimento.

Com direção musical de Roberto Minczuk e cênica de André Heller, a apresentação do dia 19/12 contou com regência de Gabriel Rhein-Schirato. A Orquestra utilizada por Mozart conta com cordas (violinos, violas, violoncelos, contrabaixos), pares de madeiras (flautas, oboés, clarinetas, fagotes), duas trompas, dois trompetes e 3 trombones. Este último instrumento utilizado poucas vezes por Mozart. No caso da Flauta Mágica, o trombone é utilizado nos momentos mais solenes ou tensos.

A montagem, uma co-produção com o Theatro Municipal do Rio de Janeiro, se aproveitou do clima bem-humorado da obra, e fez referências à cultura popular brasileira, principalmente em cima do papel de Papagena, que inicialmente surgiu como a velha surda de A Praça É Nossa (programa humorístico de televisão), virando ao final uma cantora pop “periguete”, tão em voga nos dias de hoje.

20171219_230652

Orquestra e Coro do Municipal estiveram muito bem, conseguindo manter o brilho e clareza que Mozart sempre exige. O elenco de cantores também merece destaque, todos muito bem em seus papeis. Muito positivo o fato de que praticamente todo o elenco é de cantores nacionais, que conseguem entregar uma interpretação de alta qualidade. A direção cênica de Heller merece destaque, como sempre. Sua montagem nunca coloca o cenário a frente da música, e sim como aliado desta.

Parabéns ao corpo do Theatro Municipal de São Paulo pela ótima montagem em seus vários aspectos. Ótimo presente de Natal para o público paulistano. Que 2018 seja um ano de fartura e qualidade deste centro musical paulistano.

PS: O Theatro Municipal adotou uma estratégia interessante. Ele se compromete a fazer um bis no qual as pessoas podem filmar e fotografar. Dessa forma ele tenta evitar os flashes indesejáveis durante a apresentação.

José Saliby

Ponte aérea Rio-SP, 21 de Dezembro de 2017.

Posted in Ópera, Theatro Municipal de São Paulo, Uncategorized | Tagged , , | Leave a comment

I Encontro Nacional de Pianistas Amadores

21728565_1654220781263420_390699626986537868_o

O I Encontro Nacional de Pianistas Amadores acontecerá de 1 à 5 de novembro de 2017 em Teresópolis. O evento é fruto do esforço de Anna Pijnappel, com o objetivo de reunir pianistas amadores adultos para troca de experiências e aprendizado.

O I Encontro contará com a presença de grandes nomes da música, tais como: Eduardo Monteiro, Erika Ribeiro, Luis Leite e Leonardo Hilsdorf, e oferecerá masterclasses, recitais e trocas de experiências no ambiente serrano de Teresópolis.

O evento promete ser uma imersão no piano. Não percam. Para maiores informações acesse o link aqui e curtam a página do Renapam (Rede Nacional de Pianistas Amadores).

Posted in Educação, Masterclass, Piano, Recital | Tagged , | Leave a comment